Como usar a inteligência artificial nas empresas?

Inteligência artificial é uma tecnologia que tem capacidade de "aprender" a partir de dados

Inteligência artificial (IA ou AI, artificial intelligence) é uma tecnologia que tem capacidade de “aprender” a partir de dados e de realizar atividades no lugar dos humanos. Essa tecnologia permite às máquinas aprenderem com experiências humanas e realizar tarefas inteligentes como se fossem seres humanos.

Inteligência artificial é uma tecnologia que tem capacidade de "aprender" a partir de dados
Foto: Freepik

A partir de processos como deep learning e processamento de linguagem natural, computadores podem ser treinados para processar grandes quantidades de dados, reconhecer padrões e realizar tarefas a partir deles. Dessa forma, servem para melhorar o próprio serviço a que se destinam.

A cada segundo, as empresas recebem novos dados e informações, sejam de fornecedores, de clientes ou de colaboradores. A análise e a combinação deles de forma eficiente pode ser muito valioso para uma empresa.

Cases de sucesso em marketing digital

Inteligência artificial nas empresas

Nas empresas, a inteligência artificial serve para aumentar a produtividade, reduzir custos operacionais, automatizar processos repetitivos, melhorar o relacionamento com o cliente e potencializar resultados. Além disso, pode ser aplicada em diversos setores corporativos e em diversas áreas de actuação. 

Uma pesquisa da Deloitte, que entrevistou 1.900 executivos de todo o mundo, concluiu que 81% deles acredita que tecnologias de inteligência artificial são muito ou extremamente importantes para o sucesso de seus negócios hoje. Analistas projetam que os investimentos globais em inteligência artificial, que era de US$35 biliões em 2019, alcancem US$ 79.2 biliões em 2022.

Além disso, 51% esperam aumentar seu investimento em AI em 10% ou mais e 34% dos entrevistados investiram pelo menos US$ 5 milhões em inteligência artificial em suas empresas. Por fim, 80% das empresas obtiveram lucros por causa desses investimentos.

As consequências do COVID-19 no meio digital

Mas como a inteligência artificial pode ser aplicada no dia-a-dia das empresas? As utilizações vão desde chatbots até o combate a fraudes; veja outros exemplos a seguir.

1. Chatbots

O chatbot é uma espécie de assistente virtual que interage com as pessoas através de mensagens automatizadas. Ele usa inteligência artificial para imitar conversas com usuários de várias plataformas e aplicativos.

Boa parte das perguntas feitas pelos clientes nos canais de relacionamento com as empresas são dúvidas e temas recorrentes. O chatbot é usado, por exemplo, para dar respostas padrão para as questões dos clientes e para aprender quais são as melhores respostas mais eficientes para cada pergunta. Assim, o atendimento pode melhorar.

2. Assistente pessoal

Marcar reuniões e agendar outras atividades são algumas das habilidades de assistentes pessoais como a Siri, da Apple, ou a Alexa, da Amazon. A partir de comandos de voz, os assistentes são um facilitador da rotina diária do utilizador.

Nas empresas, o assistente virtual pode direcionar o usuário para o serviço que ele deseja, de forma personalizada, a agilizar processos.

3. Mecanismos de segurança

Recursos de segurança digital ou antifraude podem utilizar elementos de inteligência artificial para avaliar comportamentos suspeitos de usuários ou identificar novas ameaças à segurança da empresa. 

Outra solução em que a IA é usada é no cruzamento de dados para identificar possíveis fraudes, aumentando a eficácia e a confiabilidade da empresa.

4. Análise de grande volume de dados

Mecanismos de IA podem ser utilizados para organizar e mostrar de forma clara grandes volumes de dados coletados pela empresa em relação a seus clientes e fornecedores, o que permite aos gestores obter insights sobre seus produtos e serviços.

Essas informações ajudam a criar um padrão de comportamento dos clientes, pela definição de perfis e cruzamento de dados. No marketing, o processamento desses bancos de dados permite às equipes entender de forma assertiva o consumidor e criar campanhas para atingir o público certo e obter melhores resultados.

5. Personalização para clientes

A criação de perfis para os clientes resulta em um atendimento personalizado e mais próximo com a empresa. Saber sobre o comportamento dos compradores, como o melhor horário e meio para contato e os produtos e serviços mais consumidos, permite mostrar a eles as melhores ofertas e aumentar as chances de venda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *